Presença Global

Das vendas de porta em porta ao comércio internacional

Quem diria que aquele jovem de 19 anos, vendendo velas de porta em porta, iria iniciar um negócio que atingiria 21 países, em 4 continentes? Pois tudo começou despretensiosamente em 1957, por um apaixonado pela arte de fabricar velas, que começou vendendo a sua arte para os parentes e amigos, depois partiu para as vendas de porta em porta, em seguida conquistou as lojas do bairro onde morava – na Pompeia, em São Paulo. Como isso foi possível? Confira nessa linha do tempo:

1957 – Victorio Massimo, um italiano de 19 anos que acabou de chegar ao Brasil, aprende a arte de fabricar velas artesanais de qualidade, e começa vendendo para parentes e amigos;

1958 – Motivado pelos amigos, Victorio começa a vender de porta em porta suas velas para os vizinhos do bairro onde morava, na Pompeia;

1959 – Com uma clientela cada vez maior, decide vender para o comércio local;

1985 – Com uma equipe de grandes vendedores, Victorio contrata Flávio Del Puente, um vendedor talentoso que viria revolucionar a empresa, e se tornaria o seu sucessor na fábrica de velas;

1986 – Flávio torna-se gerente de vendas, e com grande capacidade de motivar e influenciar pessoas, cria uma equipe de vendas para o alto atacado, sem nunca deixar de atender os seus primeiros clientes do varejo;

1987- Profissionalização da marca: Velas Alto Astral, um novo nome, forte e marcante, e que marcaria uma nova fase da fábrica de velas. A marca foi criada por Flávio Del Puente, que agora acumula os cargos de gerente de vendas e de marketing;

1988 – Com vendas cada vez maiores, as Velas de Rechaud Alto Astral estão em todos os estados do Brasil. Neste ano, a fábrica atinge distribuidores em todo o território nacional;

1989 – Victorio se aposenta, e entrega a direção da fábrica de Velas Alto Astral à Flávio Del Puente, que busca a internacionalização da marca;

1991 – Nicolás e Sofia Rodríguez, um casal de argentinos, conhecem a fábrica de velas e são convencidos a vender as velas para as lojas em Buenos Aires. Em 7 meses de trabalho, as velas estão praticamente em todo o território do país vizinho;

1997 – Com foco na América Latina, as Velas Alto Astral conquistam distribuidores no Uruguai, Chile, Peru e Venezuela;

1999 – Visando a internacionalização da marca, a estratégia agora são os master-distribuidores, representantes internacionais que buscam distribuidores regionais para as Velas Alto Astral na América do Norte, Europa e Ásia. Canadá, Estados Unidos, Espanha, Portugal, Itália, Índia e Japão já compram as velas brasileiras;

2003 – Distribuidor na África do Sul procura as Velas de Alto Astral para revendê-las: o quarto continente é conquistado;

2005 – Os distribuidores internacionais atingem 21 países. América: Argentina, Chile, Equador, Peru, Uruguai, Venezuela, Canadá e Estados Unidos; Europa: Alemanha, Dinamarca, Espanha, Holanda, Inglaterra, Itália, Portugal, Suécia e Suíça. Ásia: Índia, Japão e Rússia. África: África do Sul;

2006 – Depois de concluir o seu maior objetivo – a internacionalização da marca – Flávio Del Puente abre mão do cargo de Diretor Executivo e fica como Diretor de Marketing. Para os demais cargos de diretoria, convida Melissa Evans (Diretora Comercial), Amanda Duarte (Diretora Administrativa) e Sílvia Costa (Diretora Financeiro).

.

.

Páginas mais visitadas:

Qualidade InternacionalDescrição / Informações TécnicasVendas no AtacadoPromoção 100 Velas de RechaudPromoção Velas CitronelaPromoção Velas de MelPresença GlobalLindas Velas para DecoraçãoQue tal um jantar romântico com as Velas Alto Astral?Cashback Velas Alto AstralSatisfação Total Compre com toda segurança!Na mídiaQual o nome certo?Fale Conosco